Killoffer – Odiando a Si Mesmo

É inevitável. Completamente inevitável. Mais cedo ou mais tarde todo quadrinista (TODO!) vai acabar desenhando a si mesmo – sobretudo os cartunistas e autores de tirinhas. E se não o fazem explicitamente, o fazem por meio de avatares e alter-egos.

Mas no caso de Patrice Killoffer ele ABUSA do direito de retratar-se a si mesmo!

Autor da sugestiva obra “676 Aparições de Killofer” (publicado no Brasil pela editora Barba Negra) este francês, dono de um traço cartunizado bem interessante, literalmente desenhou a si mesmo 676 vezes na obra em questão: mais! Quase todas as histórias dele são autobiografias, e sempre mostrando seu lado mais patético, derrotado e pervertido.

Veja abaixo algumas artes do maluco.

2 comentários em “Killoffer – Odiando a Si Mesmo

  1. Monique disse:

    Tem toda razão, mais um desenhista deprimido expurgando suas frustrações em forma de quadrinhos, eu pessoalmente não gosto muito… a vida real já é bem decepcionante por sí mesma.=/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s