Will Eisner – O Espírito dos Quadrinhos

Tava demorando, né?

Demorando demais!

Vamos falar do primeiro cavaleiro andante dos quadrinhos, o primeiro que não apenas se tornou um dos grandes mestres da área como foi o defensor da causa, elevando este maravilhoso passatempo como aquilo que ele merecia ser reconhecido: Arte!

Mestre da expressão física e corporal, ele é a amálgama de tudo o que o quadrinho americano é bom (ou pelo menos foi, porque as porcarias que andam em voga aí eu vou te falar…). Nunca foi artista de super-heróis descabeçados e artificiais, criando Spirit, um dos poucos heróis que realmente valem a pena ser lidos. Porém é nas suas obras em retratar o cotidiano que ele passava a pica na graxa, na areia e depois metia no rabo de todos os outros! Inclusive um dos trabalhos que eu mais gosto dele é a autobiografia (embora ele não admita abertamente) O Sonhador, uma obra que narra as desaventuras de um quadrinista da década de 30. Não há desenhista neste mundo que não se identifique com a obra!

Tudo que ele desenhava tinha um vigor extraordinário, mas particularmente o que mais me impressiona na obra dele são os prédios. O cara era mestre em desenhar este tipo de construção, mas não prédios bonitinhos e assépticos: cortiços sujos e cheios de alma. Quebrados. Desalinhados. Belos!

Ah, chega de falar! Vamos ver o trampo do cara!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s