Gerald Parel – Eu tenho a Fama!

Mais um artista para a galeria das ilustres celebridades da internet!

Este francês começou como muitos destes famosos começam para ganhar fama: fazendo fanarts! Você pode ver que um dos temas que ele mais curtia era He-Man, aquele pastiche animado que foi criado porque uma empresa produziu bonequinhos da franquia Conan e ficaram TÃO mal feitos que a dona da marca recusou. Resultado: pintaram o cabelo preto do bonequinho de loiro e criaram um desenho animado por cima!

O trampo do senhor Parel é muito bonitão e ganhou as net à fora. Hoje ele trampa para a industria de quadrinhos, embora sua especialidade sejam as ilustrações. Dá um confere abaixo!

Fukuda Hiroshi – Samurai Psicodélico

Um traço estiloso e diferente no meio quadrinístico não se vê todos os dias. Mas quando eles aparecem, muitos deles são de encher os olhos!

Mestre Hiroshi é criador do mangá Mushibugyō e sua continuação, Jōjū Senjin!! Ele possui um traço super dinâmico, soltão e sabe usar as cores de uma forma bem psicodélica! Você pode conferir facinho o que eu digo dando um confere nas pranchas do cara logo abaixo!

Sean Gordon Murphy – Rabisco Soturno

Hora de conhecer mais um quadrinista fodelão com um traço mais fodelão ainda!

Mestre Murphy gosta de fazer uns rabiscos muito responsa, principalmente quando os quadrinhos que ele faz tem uma pegada mais assustadora, como uma mini-série do Batman x Espantalho pelo qual ele ficou mais conhecido.

Porém ele já fez muito mais coisas! Dá um confere na arte do maluco!

Edvard Munch – No Grito!

Poucos movimentos artísticos sacudiram tanto o mundo quando o movimento Expressionista.

No final do século XIX, o excesso de positivismo dos movimentos impressionistas e naturalistas repercutiu numa reação inversa, já que a sombra da Grande Guerra já começava a pairar sobre a Europa. A mera observação da realidade – a “impressão” – foi substituída pela a visão interior do artista – a “expressão”.

Foi a primeira vez que este tipo de diálogo começou a pegar fundo no mundo das artes, dando origem à toda uma sorte de obras onde a realidade era ‘distorcida’ em função da expressão dos sentimentos do artista. E um dos que mais se destacou neste meio foi o norueguês Edvard Munch

Com a mais absoluta certeza você conhece sua obra mais famosa: “O Grito”. Segundo o pintor, o quadro foi inspirado num momento difícil da sua vida pessoal, o qual ele escreveu: Passeava com dois amigos ao por do sol. O céu ficou de súbito vermelho sangue. Eu parei, exausto, e inclinei-me sobre a mureta. Havia sangue e línguas de fogo sobre o azul escuro do fjord e sobre a cidade. Os meus amigos continuaram, mas eu fiquei ali a tremer de ansiedade — e senti o grito infinito da Natureza.

Para quem não sabe, este quadro tem cinco versões – incluindo uma litogravura que o cara fez quando percebeu que o quadro havia se tornado popular! Você confere as 5 versões logo abaixo:

Mas é claro que o cara não pintou só isso na vida dele, né?! Hora de conhecer outras obras do mestre!

Veja abaixo!

E, abaixo, duas versões diferentes de outro quadro famoso do cara:

“No Leito de Morte” – eita sujeitinho alegre, heim?

Victor Ambrus – Fantasia Solta

Hora de conhecer mais um mestre das ilustrações históricas e de fantasia. Nascido na Hungria sob o nome László Győző Ambrus, mas naturalizado britânico, este incrível ilustrador tem um estilo super especial!

Mestre Ambrus chegou a ficar conhecido na televisão britânica com suas artes, reproduzindo de forma pictórica cenários das escavações dos programas de documentários da televisão inglesa. Como vocês podem conferir abaixo, o seu estilo soltão e suas cores rebeldes causam um efeito muito bonito de se admirar.

Ele também já trabalhou desenhando para várias editoras e você pode conferir uma amostra do trampo do cara logo abaixo!

Ziraldo – Ilustrador Maluquinho

São poucos no Brasil que jamais ouviram falar no nome de Ziraldo. Ou mesmo de seu personagem mais icônico: o Menino Maluquinho. Mas o que muita gente não sabe é que este ilustrador brasileiro não apenas criou excelentes personagens para os quadrinhos infantis (incluindo também a Turma do Pererê) como também trabalhou para diversas mídias impressas nas suas longas décadas de carreira.

Ziraldo trabalhou desenhando posters de filmes, capas de livros, ilustrações publicitárias e editoriais. Ficou famoso com suas charges no mítico jornal O Pasquim, onde na companhia de vários outros artistas desafiava a censura da ditadura militar.

A carreira deste cara é vasta! E o que vamos apresentar aqui neste posta é apenas uma pequeeeeena pincelada em alguns de seus trabalhos! Confira!

Jussara Nunes – ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Hoje é o Dia do Caô!

O dia da pegadinha!

Por isto, ao invés de eu trazer para vocês uma(o) mestre foda e renomada(o) das ilustras, vocês vão conhecer o trabalho… meu!

Reuni aqui o melhor de mim! Minhas melhores ilustras! Espero que gostem! E não se esqueçam de conferir meu portifas AQUI e o meu Tumblr AQUI!

Este aqui é uma página de uma história que eu fiz ano passado para o Silent Manga Awards 7!

Você pode conferir a história, sem balões, AQUI!

AH, SIM!!! E com esta última ilustra, não deixem de conferir a minha hq no TAPAS: Hagakiri! – não esqueça de dar uma olhadinha no meu trabalho AQUI!!!