Jessie Willcox Smith – Delicadeza Feminina

Nas antigas, século XIX para trás, o mundo das artes parecia uma coisa exclusivamente masculina. Mulheres não tinham direito a exercer seu lado artístico, mas houve aquelas poucas que conseguiram se tornar profissas nas suas áreas. E quando as conhecemos não podemos deixar de nos orgulhar… e se encantar!

Dona Jessie foi uma americana que fez muitos trabalhos para livros e revistas. Estudou na Escola de Desenho para Damas (naquela época era tudo separado as escolas para meninos e meninas…) e conseguiu se destacar muito! Seu trabalho tinha uma leveza maravilhosa e seu tema principal eram crianças (ou talvez fosse simplesmente os que os clientes mais pediam, pensando que mulher só saberia desenhar coisas referentes ao lar…). Ilustrou muitos livros infantis e revista femininas (entre elas uma chamada Good Housekeeping… “Boa Dona-de-Casa”, que perseguição, heim?)

Após sua morte, em 1935, ela conseguiu o grande feito de entrar para o Clube do Bolinha que ainda era a Sociedade de Ilustradores dos Estados Unidos.

Eis algumas de suas artes.

01_jws_poemschildhood03_jws_poemschildhood02_jws_poemschildhood05_jws_poemschildhood04_jws_waterbabies06_jws_stnich_cv08_jws_poemschildhood10_jws_poemschildhood09_jws_poemschildhood11_jws_childrendickensJessie Willcox Smith 5163607398932886145_ZwNzuRLg_c

Dean Cornwell – Profissa

Este artista norte-americano era pintor e “muralista” (o grafiteiro das antigas?!).

Ficou muito conhecido na primeira metade do século com suas pinturas que também ilustraram livros e revistas. Muito elogiado na época como um dos melhores do seu tempo. E como se não bastasse, também foi um militante da causa dos desenhadores!

Foi um dos presidentes da Sociedade de Ilustradores dos Estados Unidos, um grupo que existe desde 1901 e que tem como metas sempre apoiar, auxiliar e ensinar aqueles que querem ingressar nesta carreira. Promover a ilustração como ARTE e não meramente um rabisquinho que você faz de graça para um “amigo”. Também oferece ajuda para proteger os ilustradores dos gaviões safados que são alguns clientes.

Porra… quando será que o Brasil vai chegar no mesmo nivel que os caras lá?! Será que só em cem anos?!

Enquanto isso, apreciemos as pranchas do senhor Cornwell.

08_cornwell_blood_orange209_cornwell_blood_blue311_cornwell_blood_blue210_cornwell_blood_orange12_cornwell_blood_redbcornwell_1943_07_fortunecornwell_1936_06_homejournal_03cornwell_1934_03_cosmopolitan_01Cornwell_Some_Necktie_Lady_1916Romantic_Couple_Seated_by_PianoCornwell_The_Red_ShawlCornwell_Priest_Spanish_City_1921

Maja Wrońska – Retas Belas

Diziam antigamente que “todo artista frustrado fazia arquitetura“. Bem, hoje em dia artista frustrado faz de tudo: design, artes plásticas, comunicação, etc…

Maja Wrońska é arquiteta e, pelo visto, uma artista muito bem resolvida! Possui uma mão maravilhosa para aquarela e, justamente por causa da sua profissão, faz muito bem aquilo que a maioria dos desenhistas tem preguiça de fazer: cenários! Todos eles com uma vida própria e um vigor artístico impressionante!

Tomem ela como exemplo e desenhem seus malditos trabalhos com fundos, macacada!

brooklyn_bridge_by_takmaj-d5ds6vrfalling_water_by_takmajgirl_with_a_red_umbrella_by_takmaj-d4pmfu2KOSCIOL_by_takmajDigital StillCameramorning_in_venezia_by_takmaj-d5frgjaombre_reims_by_takmaj-d5cyiunparrronama_by_takmajsan_marco_by_takmaj-d5cledewitraz_by_takmaj

Ismael Alvarez – A Loca!

Abram alas, macacada! Os Go-Go Boys chegaram!

Este espanhol pra lá de safado faz belas artes homoeróticas! Possui um traço suave e muito preciso, com um tratamento de cor meio realista, meio estilizado.

Mas não é só homi sarado que ele desenha não, ele também faz umas monas de vez em quando (sim, ele não é uma desta bichinhas ignorantes que tem nojo de mulher!). Tudo com um excelente primor de técnica! Como verão abaixo, nem Papai Noel escapou do rala-e-rola!

Só conferir ai embaixo!

dasdestanisrodfhfHappy St.Patricks dayfsdfGaia_by_ismaelalvarezIsmael02Ismael07sadatoallaStan_the_Merman_by_ismaelalvarezsangre_virgen

João Ruas – Sonhando Acordado

Recentemente fiz um repeteco do James Jean e agora me sinto na obrigação de “repetear” o João Ruas também. Nosso querido artista brazuca tem um traço numa vibe bem parecida com a do chinês (não é a toa que foi ele quem o substituiu no desenho das capas da série Fábulas) e por isso mostro mais algumas amostras da arte do nosso tupiniquim!

Pirem!

7666fab83ghjghfab84ghygorgon_IIIJoao_Ruas_03nymphs_Inymphs_IInymphs_IIIrivals_weboriginal_nucleus_joaoruas_gathering

N.C. Wyeth – Histórico de Respeito

 

É bem provável que esta não seja a única vez que teremos obras deste cara aqui no blog.

O senhor Newell Convers Wyeth foi um dos maiores ilustradores americanos do início do século XX, tanto em qualidade quanto em volume de trabalho. O mano desenhou a dar com pau! Ilustrou mais de 100 livros e criou mais de três mil telas. É muita coisa! Sem falar, é claro, das maravilhosas capas das revistas pulp da época – meu xodó vintage de consumo!

O que veremos aqui é uma porcentagem bem pequena dos eu trabalho. provavelmente postarei mais em breve!

01_newstory_1914_0101_yearling_wyeth_endpapers02_newstory_1914_0202_yearling_wyeth_jodyandflag06_wyeth_minnesotavalleycanningco_194204_yearling_wyeth_jodyandfluttermill03_newstory_1914_0306_yearling_pennytellsofbearfight08_popular_1912_11_0108_yearling_wyeth_fightatvolusia09_yearling_wyeth_thevigil11_popular_1914_09_01