Yoonji Hong – Fantasia Fofinha

Hoje é dia de conhecer mestra Yoonji Hong, ilustradora e concept designer em diversas companhias de games coreanas.

Como vocês vão conferir abaixo, o traço dela é todo bonitinho! Não há muita informação sobre ela, mas temos estas belas pranchas da moça para exibir.

Seu estilo é suave e cartunizado, bem fofo mesmo!

Ziraldo – Ilustrador Maluquinho

São poucos no Brasil que jamais ouviram falar no nome de Ziraldo. Ou mesmo de seu personagem mais icônico: o Menino Maluquinho. Mas o que muita gente não sabe é que este ilustrador brasileiro não apenas criou excelentes personagens para os quadrinhos infantis (incluindo também a Turma do Pererê) como também trabalhou para diversas mídias impressas nas suas longas décadas de carreira.

Ziraldo trabalhou desenhando posters de filmes, capas de livros, ilustrações publicitárias e editoriais. Ficou famoso com suas charges no mítico jornal O Pasquim, onde na companhia de vários outros artistas desafiava a censura da ditadura militar.

A carreira deste cara é vasta! E o que vamos apresentar aqui neste posta é apenas uma pequeeeeena pincelada em alguns de seus trabalhos! Confira!

Danciao – Pinceladas Digitais

Estes japas que não conseguem ocidentalizar o nome arrumam cada pseudônimo… podia ter colocado um “m” no lugar do “nc”… perdeu a oportunidade de se chamar Damião!

Bem, escola de nomes à parte, o maluco Danciao é um ilustrador de mão cheia que  arrasa nas ilustras cheias dos detalhes punhetados. Entre eles inclui concepts de algumas franquias famosas, como Destiny, além de vários outros trampos.

Você pode conferir as pranchas do cara logo abaixo!

Cristina Penescu – Feras Reais

Quem não curte bichinhos fofinhos? Mesmo que eles sejam feras selvagens?

Mestre Penescu deveria ter um canal no youtube para exibir estas maravilhas! Esta artista romena, radicada nos isteites, sempre curtiu a natureza! Por esta razão ela transformou esta paixão em trabalho.

Confira abaixo as belas pranchas que ela fez destes belos canídeos e felinos não-domesticados! Pira no acabamento hiperrealista que ela investe nestas ilustras!

 

Robert Fawcett – Olho Vivo

A arte pictórica geralmente exige que você tenha um bom olho e muito treino de observação.

Curiosamente, um dos ilustradores ingleses mais prolixos da metade do século passado possuía um problema que, certamente, desmotivaria a maioria dos pretensos pintores: ele era daltônico.

Porém, fazendo bom uso da sua própria deficiência, ele conseguia criar paletas bem tonalizadas, muitas vezes utilizando não mais que duas ou três cores misturadas. Sem falar que seu traço tinha muita energia para cenas de ação e movimento, como você poderá conferir logo abaixo!