Pozuka Demizu – Prancha Prometida

Duas boas notícias! Vocês devem ter reparado que faz um tempo que estou postando dois posts por semana, né? Pois é! O blog, agora, retorna ao seu antigo ritmo de duas postagens por semana – uma no domingo e outra na quinta.

A segunda boa notícia é a estréia desta artista aqui! Co-autora de um dos mangas de maior sucesso no semanário de mangas Shonen Jump, atualmente, é a série The Promised Neverland.

Ela começou tímida, com um roteirista novato ancorado por uma ilustradora que tinha fama só na internet: Pozuka Demizu. Aos poucos, com suas trama extraordinária, a obra começou a ficar mais e mais famosa, até explodir em popularidade… merecidamente! E a nossa ilustradora fodona acabou ficando ainda mais conhecida!

Sua técnica tem um traço bem solto, mas longe de ser descuidado. Junto com suas cores, ela cria pranchas magníficas! Neste post aqui darei destaque às ilustrações, estudos e páginas que ela fez para o manga, mas vocês podem conferir a galeria fodona da mina AQUI. Não vão se arrepender!

10maior

cs7vqe0vmaaksix the-promised-neverland-8010865 the-promised-neverland-8011171 tpn tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo1_500 tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo2_500 tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo3_500 tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo4_400 tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo5_400 tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo6_500 tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo7_500 tumblr_ob9in5nyds1qjnhvyo8_400the-promised-neverland-8212633

tumblr_ob9iulgxve1qjnhvyo1_500 tumblr_ob9iulgxve1qjnhvyo2_1280

William Hogarth – O Hipster dos Quadrinhos

Existem muitos artistas que, embora suas técnicas não fossem exatamente incríveis, eles se destacaram por estarem na vanguarda de movimentos artísticos e ideias revolucionárias. Mestre Hogarth aqui ficou conhecido por ser considerado, ainda no século XVII, o percursor dos quadrinhos!

Muitas das sua gravuras – e alguns de seus quadros – mostravam “antes e depois” de diversas situações cotidianas. Embora elas fossem carregadas da moralidade da época, eram realmente bem interessantes do ponto de vista artístico. Muitas delas tinham texto explicativo e em alguns até proto-balões de fala, na forma de pergaminhos saindo da boca dos personagens… era realmente um proto-quadrinhos!

Sem falar que seus quadros também eram revolucionários pelas suas honestas retratações do cotidiano. Ele também foi um dos primeiros a pintar retratos da “classe operária”, a qual este tipo de privilégio era negado pela falta de recursos.

Você pode conferir abaixo alguns de seus quadros e gravuras!

Capas – The New Yorker

Algumas revistas entram para a história não só pelo seu belo recheio, mas também pelas suas belíssimas capas.

A The New Yorker é uma das revistas mais tradicionais e prestigiadas, não só nos Estados Unidos como no mundo. Suas capas sempre foram também um sinônimo de eficiência na hora de vender e encantar. Muitos artistas passaram por ela, entre eles estão Art Spielgeman, Tomer Hanuka e o mítico Arthur Getz que contribuiu para a revista por 50 anos.

n1 n2 n2b n3 n4 Untitled-2 n6 Layout 1 n8 n8b n9 n10 n11 CV1_TNY_09_12_11Juan.indd n12 n13 n14 n15 n16 n17

Alena Aenami – Bolsões de Tinta

Na época que eu era estudante de artes, lembro que quando chegou na aula de pintura com os dedos (é, faz muuuuuuito tempo) o professor sugeria para “sintetizarmos” o que estávamos vendo, não tendo medo de gastar tinta em grandes borrões.

Mestre Aenami certamente não tem medo de usar tinta… até porque a dela é digital!

Com suas belas paisagens, cujo estilo lembra um pouco a pintura analógica, ela faz excelentes exercícios de colorização que vale a pena ser apreciado. Confira!

 

Jongkie – Beleza na ponta do pincel

Vamos abrir os serviços para a Indonésia!

Luqman Reza Mulyono, mais conhecido como ‘Jongkie’, curte demais pintar usando aquarelas! Usando o bom e velho estilo da água no papel, criando imagens oníricas deslumbrantes! Seus temas mais recorrentes são animais e naturezas, todos retratados de forma muito pessoal e bel – e de fez em quando ele coloca uns humaninhos sinistros nela,s mas tudo bem.

Veja toda esta beleza com seus próprios olhos.

Watercolor-Lead-Me-To-Make-An-Expressive-And-Whimsical-Animal-Illustration18__700 xudozhnik_Luqman_Reza_Mulyono_01 tumblr_o0w3ffZD2s1rg590io5_1280 tumblr_o0w3fyN9Xw1rv33k2o4_1280 tumblr_o4nqf1E6TS1usocwao1_1280 4Symbols3 522f33724608e893c8bf24259d27478b 9943e1c0abee439b80fbe3049e8bedb9 13116771_248861502144716_71257450_n af11af5d73df9cbf72a2897aa1012894 Beautiful-Watercolor-Animal-Illustrations-by-Luqman-Reza-Mulyono-01 Beautiful-Watercolor-Animal-Illustrations-by-Luqman-Reza-Mulyono-02 Beautiful-Watercolor-Animal-Illustrations-by-Luqman-Reza-Mulyono-05 Beautiful-Watercolor-Animal-Illustrations-by-Luqman-Reza-Mulyono-07 Gondor_by_Luqman_Reza inner-beauty My-Emotional-Feeling-Lead-Me-To-Paint-Animal-Illustration-In-Watercolor1__700

Alex Horley – Aprendendo com os Monstros

Vocês que conhecem este blog há uma cara, sabem que, durante um bom tempo, mestre Frank Frazetta foi nosso habitué! E, atualmente, temos o monstrão Simon Bisley como o nosso mestre de cerimônias atual.

Hoje, vamos apresentar um artista que bebe da fonte destes dois fodões.

Alex Horley também ilustra muitos temas de fantasia dark, além de outros estilos, cujas pranchas lembram muito a estética dos quadrinhos BAMFs dos anos 70 e 80. E o mais legal é que ele se mantêm no estilo “analógico”, pintando com tinta e tudo!

Observem uma amostra do trampo do cara logo abaixo!

Tyrus Wong – Inspiração Animal

Existem muitos artistas que tocaram nossas infâncias e cuja existência nunca soubemos. Grandes animadores que trabalharam nos nossos desenhos animados favoritos, escritores de histórias em quadrinhos nunca creditados, pequenos gênios anônimos por toda a parte.

Mas alguns chegam à luz, como o mestre louva-deus Tyrus Wong. Nascido na China em 1910, emigrou para os Estados Unidos com os pais quando tinha 9 anos. Tornou-se um grande artista e, na década de 30, trabalhou nos estúdios Disney como um “rabiscador inspiracional”  onde suas belíssimas pinturas de florestas e cervos serviram de base para o filme de animação Bambi.

Ah, mas ele não ficou só nessa: também pintou vários quadros, foi muralista e até se dedicou, após a aposentadoria, em fazer pipas artísticas! Veja abaixo uma amostra do trampo do cara!

bambi-1 bambi-2 bambi-3 bambi-4 bambi-5

 

KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

imaginary-landscape-no-1 TWong tyrus-wong_warner-bros_edge-of-gorge

Wong's style focused more on evoking emotion than capturing a photographic reproduction of nature.