Teagan White – Animaizinhos

Estamos encerrando o blog, mas antes vamos apresentar nossa ÚLTIMA novidade.

Mestre White é uma ilustradora que adora desenhar animais fofinhos. Porém o estilo dela – feito com materiais analógicos – salta aos olhos pelos detalhes e leveza com quem ela executa os trabalhos. Muitos deles também mostram estes mesmos animaizinhos em situações nada fofinhas, mas muito belas de se apreciar.

Aprecie você também!

Joe Madureira – Porraaaaaaada!

O blog tá acabando, porra! E o Madureira não pode faltar!

Este maluco foi um dos mais influentes desenhadores de comics americanas influenciado pelo traço japonês. Sim, o traço dele, apesar de mostrar marombadões bem ao estilo americano, tem um dinamismo semelhante ao mangá, além dos olhões grandes e takes de câmera ousados.

Ele se destacou, primeiramente, quando desenhou Uncanny X-Men mas notobilizou-se de vez com sua criação, o jamais finalizado Battle Chasers.

Alguns podem achar o estilo dele exagerado, mas dentro do estilo o cara desenha MUITO, como vocês vão conferir aí embaixo!

Mara McAffe – Situações Ilustradas

A Era de Ouro das ilustrações não foi formada apenas por homens. Algumas mulheres geniais também despontaram nesta área e, uma delas, foi mestre McAffe.

Ela ilustrou capas de diversas revistas, além de seus miolos. Livros também receberam a sua arte (esta primeira da leva é uma ilustração de um livro da Agatha Christie, apresentando o detetive Hercule Poirot). A técnica dela era primorosa e muitos dos seus temas eram bem cômicos, indo de encontro à tendência de muitas revistas da época que faziam chamadas jocosas para vender mais.

Vocês podem dar um confere na arte da mestra logo abaixo!


Jack Kirby – Mestre Versátil

O blog está acabando e ainda NÃO postamos nada do monstro Jack Kirby aqui… como?!

Este cara é o guru das paradinhas do lance dos quadrinhos gringos! Sua importância para o mercado só não é considerada maior do que a do próprio Will Eisner – sim, tem uma galera que dá à Stan Lee a medalha de prata na importância para os quadrinhos americanos, mas muitos afirmam que Kirby foi bem mais importante.

Jacob Kurtzberg (seu nome verdadeiro) teve uma infância difícil, socando a cara de valentões no seu bairro pobre, e aprendeu a desenhar praticamente sozinho. Por este motivo o seu estilo de desenho era considerado único: quadradão, travado, mas ao mesmo tempo dinâmico. Ele começou trabalhando em estúdios de animação, como o Fleischer Studios, e como ilustrador em revistas pulp e só depois seguiu para os quadrinhos.

Juntamente com Joe Simon, ele criou o Capitão América. Graças ao seu trabalho anterior nas animações, seu estilo era incrivelmente dinâmico para os quadrinhos da época, carregado de muita ação e tomadas cinematográficas, e o personagem virou sucesso imediato.

Quando foi para a Marvel, conheceu o figuraça Stan Lee e, juntos, criaram praticamente todos os heróis da Era de Prata da editora: Quarteto Fantástico, Thor, Hulk, Surfista Prateado… enfim! E ele ainda iria para DC Comics e criaria os Novos Deuses, Senhor Milagre, o Sandman dos anos 70, Etrigan… minha nossa! Quanta coisa!

Um cara com um cabedal deste tamanho fica até difícil escolher só umas poucas pranchas para exibir aqui. Dá um confere numa amostra do mestre Kirby logo abaixo!

Eyvind Earle – Formas Simples

O fim está chegando… chegando! E precisamos falar de alguns mestrões não tão conhecidos, mas que merecem aparecer aqui!

Eyvind Earle foi um pintor americano conhecido pelos seus trabalhos estilizados, mas com cores vibrantes e muito naturais. Como poderão ver pelas telas do cara logo abaixo, eles dava formas muito exatas às suas composições, ao mesmo tempo que brincava com o caos natural da natureza.

Seu trampo é muito gostoso de ficar observando! Dêem um confere abaixo e pirem nas cores e formas.

Lee Gattlin – Tracinhos

Mano Gattlin é um cartunista com um traço muito gostosinho de ver.

Ele faz altas piadinhas com personagens famosos da literatura e dos quadrinhos, além de fazer algumas charges com temas atuais. Apesar de produzir pouco, a maioria dos seus trabalhos são pequenas pérolas! Você pode conferir o tumblr do maluco AQUI e uma amostra do seu trabalho logo abaixo.

Kris Kuksi – A Loucura nos Detalhes

Eu já conhecia o trampo bizarro de Kris Kuksi desde a primeira vez que eu tinha entrado no deviantart, há uns dez anos atrás (porra, muito tempo…). A galeria antiga se foi, mas o trampo deste cara continua por lá. De fato, está por toda a parte!

O seu estilo de esculturas mistura um pouco de realismo fantástico com coisas BEM perturbadoras. São peças feitas com muitos detalhes, que fazem a galera dançar os olhos pelas suas obras por vários minutos e, a cada novo momento, descobrir algo mais bizarro.

Apreciem uma amostra deste trampo malucão logo abaixo!