Capas – 2000 AD II

Vamos ver novas capas desta revista maravilhosa que é a 2000 AD!

E além do link que passei na PRIMEIRA vez que fiz uma seleção das capas deste semanário (um blog que trás não apenas as capas, mas sketches e esquemas da produção delas), aqui está outro em que você pode conferir TODAS as capas já publicadas deste semanário. Só clicar AQUI!

Agora, bora conferir mais capas e esquemas logo abaixo! Alguns dos artistas selecionados são Carlos Ezquerra, Clint Langley, Cliff Robson, Garry Brown, Liam Sharp e vários outros!

 

Capas – Kripta/Eerie

Nos Estados Unidos havia um gênero de quadrinhos que fazia um baita de um sucesso entre a pirralhada: quadrinhos de terror!

Nos anos 40 e início dos 50 eles vendiam igual água, mas infelizmente o abastecimento foi cortado: uma caça às bruxas aos quadrinhos aconteceu e este gênero foi acusado de perverter e traumatizar as crianças. Vixe! E por isto, para o gênero não morrer de ver, os editores tiveram que fazer uns paranauê.

A Eerie foi publicada em 1966 nos Estados Unidos carregando o rótulo de “revista” e não de “quadrinhos”, uma forma de driblar a censura. No Brasil, a sua versão brasileira Kripta começou a ser publicada na metade dos anos 70 e fez um baita dum sucesso.

Você pode conferir abaixo algumas destas capas. Quem é colecionador de quadrinho da velhíssima guarda (ou paga de “vintage”) certamente vai se emocionar com estas ilustras fodas!

Capas – 2000 AD

No passado, as histórias em quadrinhos eram publicadas semanalmente nos jornais de domingo do mundo todo. Aos poucos, revista especializadas só em quadrinhos começaram a surgir e elas seguiam o padrão semanal ditado pelos jornais.

Muitos semanários surgiram no mundo todo, como o já comentado Shonen Jump e vários outros por toda a parte. Porém foram poucos os que sobreviveram ao passo das décadas e acabaram desaparecendo, esquecidos como um sistema antiquado de se publicar quadrinhos.

Mas alguns ainda resistem, como a 2000 AD, revista de quadrinhos britânica que continua firme e forte!

Abaixo, você vai conferir algumas capas desta incrível revista, que entre seus grandes personagens incluem Juiz Dreed, Slaine, Nikolai Dante e mais um vasto cabedal.

Entre os capitas destas edições se incluem alguns nomes que já apareceram aqui no blog e outros inéditos: Greg Staples, o atual habitué Simon BisleyCarlos Ezquerra, Mark Harrison, Simon Davis, Bill Sienkiewicz e vários outros. E este sitezinho aqui fala mais sobre as várias capas desta incrível revista!

Mel Crawford – Doce Infância

Quando eu ouvi o nome deste ilustrador pela primeira vez achei que era uma mina. Mas não, era um mano.

Mestre Mel Crawford foi um ilustrador canadense que fez a alegria da criançada americana nos “anos de ouro” dos quadrinhos, fazendo belíssimas ilustrações para gibis e livros infantis. O cara tinha um traço muito gostoso de se apreciar e que casava bem com os temas da época.

Você pode conferir várias caras famosas abaixo, como Zé Colmeia, os Flintones, Tio Patinhas, Luluzinha e várias outras celebridades dos quadrinhos para a petizada. Tenho certeza que você já curtiu pelo menos um deles. Aprecie!

Capas – Pep

Na Era de Ouro e de Prata dos Quadrinhos, álbuns semanais com vários títulos de quadrinhos diferentes se espalharam por todo o globo e começaram a ganhar muitos fãs.

A revista Pep foi uma revista de quadrinhos dos Países Baixos, publicada de 1962 à 1975. A maioria das suas publicações eram quadrinhos europeus (ado-ro!), embora também houvesse quadrinhos americanos e de outros lugares.

Uma característica legal era que o departamento editorial não apenas republicava as revistas, mas também tinha sua própria equipe de arte que produzia capas exclusivas destas obras para o país – ou então eles pegavam um quadro da obra original e davam uma repaginada estilosa.

Se você curte coisas vintage, vai curtir as imagens abaixo!

 

 

Capas – The New Yorker

Algumas revistas entram para a história não só pelo seu belo recheio, mas também pelas suas belíssimas capas.

A The New Yorker é uma das revistas mais tradicionais e prestigiadas, não só nos Estados Unidos como no mundo. Suas capas sempre foram também um sinônimo de eficiência na hora de vender e encantar. Muitos artistas passaram por ela, entre eles estão Art Spielgeman, Tomer Hanuka e o mítico Arthur Getz que contribuiu para a revista por 50 anos.

n1 n2 n2b n3 n4 Untitled-2 n6 Layout 1 n8 n8b n9 n10 n11 CV1_TNY_09_12_11Juan.indd n12 n13 n14 n15 n16 n17

George Lois – A Sentença da Capa

Se você nunca ouviu falar de George Lois na sua vida e, como carreira, pretende ser um médico, pedreiro, eletricista, engenheiro… tudo bem. Mas se você pretende ser um fotógrafo, designer, ilustrador ou qualquer coisa do gênero você PRECISA saber quem ele é!

Mestre Lois é o cara que manja MUITO de capas de revista! Ele criou todo um estilo surpreendente e inovador quando foi diretor de arte da revista Esquire e mandou ver com imagens cheias de originalidade! Não tem um filho da puta que trabalhe em revista e que faça BEM o seu trabalho de bolar capas que não conheça este cara.

Confira abaixo algumas das obras primas que ele concebeu – claro que todas elas são ainda mais incríveis se você entender o contexto, mas vou deixar que vocês pesquisem por si mesmos.

lois1 lois2 lois3 lois4 lois5 lois6 lois7 lois8 lois9 lois10 lois11 lois12 lois13