Travis Charest – Traço Paciente

Antes do ano acabar, o mestre Charest merece uma revisitada!

Vamos ver algumas destas pranchas fodelosíssimas do cara, entre elas algumas páginas da edição de Metabarões que ele nunca concluiu… pena! mas a arte dele está aí para ser conferida! E você pode conferir mais delas no site do cara bem AQUI!

Jean-Yves Delitte – O Barquinho Vai…

Cês gostam de barquinhos? Então este belga é o seu homem!

Mestre Delitte é um dos fodões das BDs, tendo ilustrado – e também roteirizado – vários álbuns. Porém, seu maior tesão é desenhar navios. Sobretudo as antigas naus à vela, da época de ouro das navegações mundiais.

As pranchas que ele ilustra são belíssimas e a água que ele pinta… bem, lembram-se que eu postei um russo maledeto aqui, chamado Ivan Aivazovsky, que pintava uma das águas mais lindas que qualquer ser humano já viu? Pois é! Se você observar, Delitte usa o estilo translúcido deste cara para compor algumas de suas águas também.

Só conferir abaixo e apreciar.

Sachin Teng – A Era do Ilustrador

Os melhores ilustradores do mundo pop parecem estar destinados a serem capistas nos quadrinhos!

Este é o caso do mano Teng, americano que manja de belas composições, suaves traçados, grande harmonia de cores que tudo junto cria umas ilustras belíssimas e que você bate o olho e logo saca que é dele! Conheci o trampo dele quando ele fez as belíssimas capas das HQs da série Dragon Age.

O cara trampa também como designer e ilustrador para publicidade. Você vai encontrar abaixo artes do mano tanto para o mercado editorial quanto para o marketing. E para apreciar mais algumas coisinhas, clica AQUI!

 

Capas – Pep

Na Era de Ouro e de Prata dos Quadrinhos, álbuns semanais com vários títulos de quadrinhos diferentes se espalharam por todo o globo e começaram a ganhar muitos fãs.

A revista Pep foi uma revista de quadrinhos dos Países Baixos, publicada de 1962 à 1975. A maioria das suas publicações eram quadrinhos europeus (ado-ro!), embora também houvesse quadrinhos americanos e de outros lugares.

Uma característica legal era que o departamento editorial não apenas republicava as revistas, mas também tinha sua própria equipe de arte que produzia capas exclusivas destas obras para o país – ou então eles pegavam um quadro da obra original e davam uma repaginada estilosa.

Se você curte coisas vintage, vai curtir as imagens abaixo!

 

 

Garret Kane – Golens e Mechas

Muitas pessoas acham bem impressionantes da ideia de “mechas” (como são chamados os robôs gigantes no Japão) realmente existirem no nosso mundo. E outros são mais atraídos pela ideia dos golens, criaturas mais “naturais”, da onde a vida é soprada para suas narinas através de entidades místicas.

Por que não juntar os dois?

Mestre Kane é um escultor que curte fazer umas estátuas diferentonas! Unindo os conceitos de golens e mechas, ele faz algumas belas esculturas humanóides que impressionam pelo nível de detalhes, Não, elas não são “realísticas”, mas são muito bonitas de se ver. Ele também faz, ocasionalmente, algumas esculturas mais “geométricas” que também impressionam pelos seus padrões intrincados e sua beleza – muitas delas enfeitando vitrines nas ruas de Nova York.

Você pode conferir uma amostra do trampo do cara logo abaixo!

Hiroya Oku – Loucura Foda

Este é o último ano do blog…

Os motivos serão explicados em outra ocasião, mas… para ser um ano inesquecível, vamos voltar ao ritmo de 2 postagens por semana! Sim! Dose dupla de obras fodonas por aqui!

E para inaugurar a volta das postagens duplas, trazemos até vocês Hiroya Oku, autor dos mangás GantzInuyashiki! Sua obra é incrivelmente detalhada, com um estilo shonen puxando um pouco para o realismo. O cara curte muito, mas MUITO violência e pancadaria, além de algumas sacanagens (sexo e violência, é disso que o povo gosta!). Sem falar que faz uns excelentes cenários – apesar de serem, muitas vezes, em programas de 3D.

Portanto vamos curtir umas pranchas do cara logo abaixo!