Denise Akemi – Where are You?

Sei que era para ter esperado mais um dia para publicar este post (pois atualizamos às quintas e domingos apenas) mas tinha que aproveitar este gancho.

Hoje, 30 de agosto, é ‘comemorado’ no mundo todo o Dia Internacional dos Desaparecidos.

Muitos autores de mangá que conseguiram adquirir certa fama no Brasil no final dos anos 90 hoje ou trabalham esporadicamente com sua arte, ou simplesmente pararam de vez. Alguns ainda temos notícias ocasionais, outros sumiram do mapa. Um deles é a Denise Akemi.

Criadora do fanzine Tsunami, um dos mais populares da primeira dentição de artistas nacionais com traço de mangá dos anos 90, ela era bastante conhecida no meio. Mas infelizmente o nosso mercado de quadrinhos é uma verdadeira Faixa de Gaza contra autores nacionais e ela caiu no campo de batalha… ninguém mais tem notícias dela há anos, nem para saber se ela está trampando com outra coisa ou o que quer que seja. Pode ser até que já seja falecida… nunca se sabe. Pois esta é a maior dúvida daqueles que desaparecem: estão vivos ou mortos? É, eu sei… papinho mórbido, né? Mas não deixa de ser verdade.

Aqui fica a nossa homenagem. Um brinde aos caídos!

FONTE: algumas imagens abaixo pertencem ao acervo pessoal de Sérgio Peixoto.

Denise_Akemi_by_hoshi_online20 6Denise Akemi - King of Fighters 3 - 1999 Denise Akemi - Samurai Spirits - 1999 Denise Akemi - Samurai Spirits 6 - 1999 Denise Akemi - Samurai Spirits 7 - 1999 Denise Akemi - Samurai Spirits 8 - 1999  manga-22 wall01_1024x768

Makoto Aida – Traumatizados por Natureza

Desde que receberam duas bombas atômicas no oreia, o Japão se tornou um país traumatizado por natureza.

Mas os americanos não foram tão malvados assim! Como mea-culpa por terem usado seu território para experimentos atômicos, os Estados Unidos pouparam o Imperador Hirohito e seu quartel general dos julgamentos por crimes de guerra que o exército japonês cometeu (e pode apostar, eles foram BEM cruéis com China e Coréia, tão ruins quanto os nazis…), sem falar que auxiliou (tá, tá… domesticou!) a ilha a se reerguer. Sim, fãs do Japão: o país é o máximo e a garra dos seus habitantes para se reerguer do zero é um exemplo, mas se não fosse do interesse dos americanos o Nihongo teria se tornado uma Filipinas.

As artes japonesas ainda carregam as cicatrizes da bomba atômica e da perversidade da guerra. É muito difícil encontrar algum artista japonês que não faça alguma referência à morte, dor e degradação humana (bom, mesmo no ocidente a maioria faz isto!). E Makoto Aida não é exceção.

Sua arte traumática e visceral expõe as feridas putrefatas do mundo. Seus temas são sanguinolentos, além de possuirem um toque de perversidade sexual. Vejam com seus próprios olhos e… traumatizem-se!

fs20121204a3aAida-Makoto-Monument-For-Nothing-Picture-Of-Waterfall-Detailurl1.jpeg.pagespeed.ce.qC8u-9ga4j Beautiful-Flag-War-Picture-Returns-1995-Makoto-Aida  o-AIDA-MAKOTO-CENSORED-facebook SONY DSC  03.-aida_mokomoko 8289061140_83a09720d5_b aida_dog_flower Aida-Makoto

Monique Novaes – Revele-se!

Brasilzão bunito! Cheio de grandes talentos! Pena que você trate tão mal a maioria deles, né? Não que a vida de ilustrador e quadrinista lá fora seja lá muito fácil, mas aqui é de doer!  Mas não devemos desistir nunca… porque a vida é uma caixinha de surpresas!

Mestra Monique já precisou levantar a bandeira branca várias vezes, mas embora não viva de arte ela consegue ainda gabaritar alguns trabalhos esporádicos aqui e acolá. Um exemplo de perseverança!

Vejam, neste repeteco, mais algumas ilustras dela!

tumblr_mogglhTYmt1sr6o14o1_1280 tumblr_mmv6svmwmB1sr6o14o1_1280 valkiria-blog oh_my_godess___fanart_by_witch_hecate-d4syp4g natal08-2 brigada-1.cor2 digi.livro-1 eva.duo-blog1 harle-c.2jpg mascote Quanta-13 brigada-1.blog2 brigada.robots-blog1

 

André Letria – Opá

Cara… como é DIFÍCIL achar ilustrador português!

Já faz um tempo que estou tentando expandir a categoria ‘Portugal’ aqui no blog, mas não tá fácil! Consegui encontrar um carinha estes dias: o senhor André Letria, mas as imagens disponíveis dele são muito poucas. E muitas em tamanhos pequenos – eu sempre tento postar aqui imagens de no mínimo uns 500 x 500, mas desta vez não deu. Com o portflio online dele fora do ar, não consegui encontrar muitas informações dele.

Bom, mas ele ilustrou livros do Saramago…  e é só o que eu sei.

Vamos lá, ilustradores tugas! Apareçam, caralho! Quero mostrar vocês para o mundo!

7347029_56zj5 7535420_yuSgV 9239533_kwnTf 9503092_sbbtG andré letria_maior_flor capa-mar mar2 pl4 pl5

Nicky Boehme – Aconchego

“Que gostosinho!” eu pensei quando vi os quadros desta americana pela primeira vez!

Suas imagens são muito bonitas e coloridas, quase dando a impressão de ser uma ilustração infantil. Transmitem tranquilidade, leveza e alegria. Este sim é um quadro bonito para se por na sala daquela sua avó!

Sem falar, é claro, que a técnica dela é muito boa! Cheia de energia e ainda assim aconchegante. mmmm, dá vontade de se enrolar no quentinho do sofá com um chocolatinho quente e meus gatos nos pés!

001 004 007 009 86abdb17 637075_original aec80823

Shiko – One-Eyed Sailor

Sabe Turma da Monica? Então, recentemente o pai da turminha permitiu (enfim!) que outros artistas brincassem com seus brinquedos… que desenhassem a Turma da Monica do jeito deles!

Podem procurar aí na net: “Mauricio de Sousa Por 50 Artistas”, depois “Mauricio de Sousa Por + 50 Artistas” e outros álbuns do gênero. Siiiim, vemos a turminha em tudo que é tipo de traço e cores e até roteiros! Porém estes albuns eram apenas homenagens. Estava faltando algumas obras realmente longas onde outros artistas tomariam conta destes sagrados pedaços da infância de todo brasileiro! Por isso foi criado o MSP Graphic Novels!

O resultado foram alguns álbuns maravilhosos como “Astronauta: Magnetar”, “Chico Bento: Terror Espaciar” e outros. Mas o melhor (até agora), na minha opinião, foi “Piteco: Ingá” desenhado pelo nosso convidado de hoje: mestre Shiko.

Ah, mas acham que eu vou publicar aqui algumas pranchas dele deste álbum? Not so fast! Vou é publicar as obras que me fizeram conhecer este paraíbano ANTES do álbum do Piteco. Orgulho hipster de conhecer este mano antes dele ficar famosão.

Veja abaixo as primeiras artes que eu vi dele e ainda são minhas favoritas: fanarts adultos do Marinheiro Popeye!

Ah, e tem outros desenhinhos aleatórios de lésbicas aí em baixo para não ficar só no Popeye. Aproveitem!

1473672762_a0a6f20ac8_b431086192_cc1f1384c5_bShiko 5 (1) Shiko lesbian 1 Shiko lesbian 2 Shiko lesbian 3 Shiko 2

2067478469_ee89170053_b 2074695058_887248eef3_b 2088279062_f747272a18_b 2802568744_2cfae75447_b 262034279_b906e8a967_o 262034280_b3ca51c4c5_o