Retrospectiva 2014

Bem, embora no ano de 2014 ainda continuássemos com as postagens de duas por semana, houveram alguns hiatos no meio e por isto iremos exibir apenas 15 nomes nesta nova retrospectiva.

Mas são 15 nomes bons demais!

Alê Abreu

Menino_Mundo_07

Eu já sabia que o filme, O Menino e o Mundo, ia fazer sucesso! Não ganhou o Oscar deste ano, mas tudo bem! Foi indicado e esfregou na cara do povo chato que a obra pode até ser feita com desenhos de pauzinho (bem lindões, por sinal!) mas é a alma do enredo que importa!

Shingo Araki

001

Outro post que fez barulho!

Este foi em homenagem ao animador Shingo Araki, um dos maiores nomes dos animes do final do século passado! Sua obra mais famosa, com certeza, é a adaptação de Cavaleiros dos Zodíacos para a telinha! Mas ele também animou outros animes (e até Inspetor Bugiganga!), confira lá!

Sanjay Patel

HinduDeitiesSarasvati1

Dizem que “Patel” é o sobrenome indiano mais comum, mas a arte deste cara é incomum! Um estilo que mescla a praticidade do estilo Cartoon Network com a beleza e detalhismo da arte indiana!

Pieter Claesz

Pieter Claesz

“Vanitas et vanitas…” Pois é!

Nada muito a falar… só sentir o peso da mortalidade.

Andrea Bruno

bruno_01

Esse maluquinho foi trazido aqui para reacender a chama dos fummeteiros e para trazer um traço diferentão ao blog. Ciao!

Eric Guillon

despicableme23

Eu ADORO os filmes do Meu Malvado Favorito… exceto os minions, eles são chatos! Mas eu curto ainda mais o grande concept artista que fez o designer dos personagens e o conceito do filme: mestre Guillon!

H. R. Giger

21000

Post póstumo que fiz a este grande artista que, entre outras coisas, ajudou a definir a aparência do Alien! E também foi a sensação dos caras que curtiam fazer tatuagens nos anos 80 e 90.

Yoshihiko Umakoshi

10

Maaaaaais um animador que fez escolinha na série Cavaleiros do Zodíaco, mas no caso este cara fez isto na nova série dos guerreiros enlatados: Saint Seiya Ômega!

Eu puxo a sardinha mesmo para estes carinhas, né? No regrets!

Terry Redlin5addd61d

 

Eu sempre costumo postar artes fodas e que causam impacto, mas às vezes eu quero postar uns carinhas com umas artes mais tranquilas… como este cara, Redlin. Seus quadros são bem feitos e passam muita tranquilidade!

Oldrick Kulhanek

oldrich_kulhanek_paintings_23

Este é um mano que desenhou as caras feias dos presidentes e políticos da República Tcheca nas notas de dinheiro. E além disso ele também sabe desenhar umas coisas boazinhas!

Kim Jung

0432_resize

Aaaaaah! Este cara… este mano… este maledeto…

Este cara faz umas artes super fodas e detalhadas sem esboço nenhum! Só vai no traço firme e seco, sem mais nada para auxiliar!

Porra!

Mardito…

Makoto Aida

url1.jpeg.pagespeed.ce.qC8u-9ga4j

E então conhecemos MAIS um japa com artes traumatizantes… novidade! Mas que o cara é foda, ele é!

Shiko

431086192_cc1f1384c5_b

Nunca antes eu tinha visto fanarts do Popeye tão fodas! E este manolo, Shiko, que me mostrou. O trampo dele é fodidão!

Conrad Jon Godly

 

conrad-j-godly-004

Já vi muitos artistas hiperespecializados num tipo de tema mas este cara está um degrau acima: ele é hiperespecializado em montanhas! Ele praticamente só faz isso e… cara, ele consegue viver só disso! Palmas, palmas!

Marcos Mazzoni

MarcoMazzoni_Menade

Quem curte usar lápis de cor para fazer artes fodonas tem o meu respeito… ô materialzinho mais chatinho de lidar, sô! Mas talvez seja apenas a minha falta de habilidade… só que este cara manja muito!

…………………………..

Okey, é isto! Agora em breve teremos uma última retrospectiva e aí fechou!

Michi Himeno – Bela Fera

Lembram quando eu fiz aquele post mara do Shingo Araki, o character designer de Cavaleiros do Zodíaco, em janeiro deste ano? Pois é, cheguei a comentar que muito da evolução do seu trabalho dependeu também de sua assistente, e depois esposa, Michi Himeno.

O trabalho dos dois mesclou-se de tal forma que chegou a ficar difícil saber quem tinha desenhado o quê (até porque muitas vezes boa parte dos trabalhos eram feitos por ambos). E a única pista que tínhamos eram as poucas artes que eles fizeram questão de assinar: a assinatura de Araki é em caracteres japoneses e bem rabiscada. A de Himeno é em caracteres ocidentais e bem suaves.

Bem, o que eu vou mostrar logo abaixo são artes que, aparentemente, foram feitas SÓ pela Himeno! Belíssimas pranchas de Lady Oscar, um dos melhores animes “de menininha” já lançados! Além de três ilustra de Ulisses 31, animação franco-nipônica de grande sucesso na Europa. Confira a beleza do traço desta tia logo abaixo!

01 02 03 04 07 055 de4ppihj n38328183346_1145899_6754 n38328183346_1145900_6953 n38328183346_1145901_7178 Oscar_lady oscar-05 Oscar06 Oscar09 Oscar10 Oscar11 tumblr_ms8wmjyxKz1rkxf8uo1_500 ulysse-31--jaquette-dvd_81808_9703

Eric Guillon – Meu Designer Favorito

Oh, coisa boa! Tem uns filminhos de criança que realmente te pegam pelos tornozelos e te fazem amá-lo! É o caso de Meu Malvado Favorito, o primeiro filme para crianças que começou a lançar a moda de “vilões legais” que vieram depois, com Megamente, Detona Ralph, Maleficent e outros que vem vindo por aí!

Tá… o título fez mais sucesso por causa dos Minions, os bichinhos amarelos, mas para mim o meu personagem favorito ainda é o Gru: supervilão de noite, superpai de dia. E agora vamos conhecer uma das mentes criativas por trás desta obra.

O francês Eric Guillon trabalhou com o concept design dos dois filmes. Fez os storyboard e colaborou com as ideias originais. Trabalho suficiente para ser considerado quase que um co-criador da série. Seu traço infantil, mas firme, é de uma beleza ímpar. Imagino como seria interessante se Meu Malvado Favorito fosse uma animação 2D no traço deste cara… seria lindo!

despicableme01 despicableme2_01 despicableme2_35 despicableme03 despicableme04 despicableme05 despicableme07 despicableme12 despicableme14 despicableme15 despicableme16 despicableme22 despicableme23 despicableme24 despicableme25 despicableme38 despicableme41 935764_570639886290639_1644741518_n

Alê Abreu – O Ilustrador e o Mundo

As férias do DESENHA, PORRA! já estão quase acabando! E antes de voltarmos com o ritmo normal dos posts, vamos falar do ilustrador brasileiro Alê Abreu que acaba de lançar a animação nacional O Menino e o Mundo nos cinemas.

Se você nunca ouviu falar deste filme, eu te entendo… é duro viver num país onde uma bunda chama mais atenção do que uma obra de arte! E é ainda mais difícil viver em um país que só divulga filme nacional da Grobo e de mais nenhum outro. Com incentivo do PROAC, o longa de animação O Menino e o Mundo chega às telas brasileiras (em poucos cinemas, infelizmente…) arrebatando corações. E também arrebatou o meu!

O filme conta a história de um garoto que, ao ver o pai ir embora de casa para conseguir trabalho na cidade, decide ir atrás dele sozinho. Naturalmente irá enfrentar muitos perigos nesta sua jornada pela selva de pedra, ao mesmo tempo que vai encontrar algumas poucas pessoas amigas para ajudá-lo a encontrar o pai. Um enredo simples, mas que foi confeccionado com tamanho cuidado que se torna uma agradável epopéia de cores e sons.

A animação é feita toda pelo método tradicional, com um ou outros efeitos digitais de sobreposição ou composição de cena. Mas no geral, o que temos é uma obras BELÍSSIMA, cujo estilo lembra os desenhos de uma criança, mas sem perder a complexidade e cuidado de um adulto.

Segue abaixo algumas artes analógicas belíssimas feitas para o filme!

Menino_Mundo_01 Menino_Mundo_08 Menino_Mundo_09 Menino_Mundo_03 Menino_Mundo_07 Menino_Mundo_13 Menino_Mundo_12 Menino_Mundo_02 Menino_Mundo_10 Menino_poses Menino_Mundo_19

Shingo Araki – Construidor de Infâncias Felizes

Este post era para ser publicado só na volta das férias, em fevereiro, mas não aguentei! Resolvi publicar agora, para a alegria de vocês! E se preparem que o treco é longo!

Vamos começar com um pequeno Quizz: você reconhece o desenho abaixo?

0000

Se você tem mais de 20 anos, provavelmente deve ter pensado que era o Seiya e a Saori (e um lobo aleatório) dos Cavaleiros do Zodíaco, certo? Bem… você ERROU!!! Mas se você conhece o trabalho do criador da série, o detestado amado Masami Kurumada, conhecido por fazer seus personagens de todas as suas séries iguais (pegue Bt’x, Ring ni Kakero, Füma no Kojiro e repare: TODOS os protagonistas têm a cara do Seiya!) deve ter pensado “Ah, este aí deve ser outro trabalho do cara e, como sempre, a cara dos personagens é tudo igual!).

Bem, você errou de novo!

A imagem acima é do anime Babel II, de Mitsuteru Yokoyama. “Mas… por que então o protagonista tem a cara do Seiya?!” Por um motivo muito simples, os autores podem ser diferentes, mas o Diretor de Arte é o mesmo de Cavaleiros do Zodíaco – e de outros grandes animes da década de 80 e 90 – o mestre Shingo Araki!

E. acredite, se você hoje é fã de Cavaleiros do Zodíaco, você deve 70% deste seu amor ao Araki, ao invés do Kurumada!

01

Verdade seja dita: Kurumada teve uma ideia genial com este lance de moleques vestindo armaduras baseadas em constelações, mas a executou MUITO mal. Se você ler a história original do mangá, sobretudo na primeira fase antes das Doze Casas, ela é um saco! Sem falar que o traço do cara é bem ruinzinho. Felizmente havia Shingo Araki em nossas vidas! O estilo de desenho de Kurumada, por mais que ele caprichasse nas armaduras, era muito feio: irregular, desproporcional, sem falar de datado… totalmente impróprio para um anime. Mas felizmente ele reconhecia este seu defeito e chamou ele próprio Araki para salvar sua série. Gostou tanto do resultado que é possível verificar que o próprio pai do Seiya acabou mimetizando parte do estilo do Araki em seus trabalhos futuros (embora isto não signifique que tenha conseguido…).

Seja como for, Cavaleiros do Zodíaco deu grande fama à Araki, e à sua esposa e parceira de trabalho, Michi Himeno. Ambos começaram a trabalhar juntos nos anos 70. Ele fazendo a direção de arte e ela executando, pegando o seu estilo explosivo e dinâmico e dando uma cara mais suave e elegante ao traçado. Aos poucos, os traços de ambos mesclaram-se para se tornar um só.

É bastante difícil ter total certeza que um desenho do Araki é só do Araki mesmo, ou se tem a mão da talentosa Himeno – mesmo nas pranchas onde eles assinam seus nomes (a assinatura de Araki é expressiva e é feita em caracteres japoneses, enquanto a de Himeno é suave e em caracteres ocidentais). Por isso já vou avisando: embora eu tenha tentado peneirar, é bem possível que as artes que mostrarei não sejam 100% Araki – como nesta logo abaixo que, explicitamente, foi feita a quatro mãos:

serie

Garimpando sobre do trabalho do cara, descobri que além de ter participado de grandes hits japoneses, ele também trabalhou na produtora TMS Entertainment, que, embora fosse japonesa, prestou muitos serviços para estúdios ocidentais e fez as animações de títulos como Transformers, Aventuras de Sonic, o Porco-Espinho, Ducktails (porra!), Batman: The Animated Series e sua irmã Superman de 1992-1993 (cadê seu Deus agora, Comic-nerds?!), Os Seis Biônicos, Animaniacs e outros.

NÃO, Araki NÃO participou destes desenhos acima (a não ser que eu descubra algo), porém um deles, que era até de um dos meus desenhos favoritos da época pré-animes, ele fez pelo menos 5 episódios sozinho: Inspetor Bugiganga!!!

snapshot20111209155713

Tá vendo o segundo nome no quadro da esquerda? É isso aí!!! Mestre Araki foi o responsável pela animação dos episódios “The Curse of the Pharaoh” ,”Coo-Coo Clock Caper”, “The Bermuda Triangle”, “Did You Myth Me?” e “Unhenged”. Basta conferir o nome dele nos créditos!

Alias, estes episódios se destacavam por estar entre os mais bem animados. Seu estilo tinha os personagens desenhados de forma mais arredondada e suave (Himeno?!) e muito mais detalhado, sem falar que a animação era muito agradável e bem feita pros padrões da época. Algumas outras características são os olhos de Penny altamente detalhados, braços um pouco mais magros do Dr. Garra, e o cachorro Cérebro tendo um pouco mais de pelos em cima de sua cabeça e olhos muito maiores.

Outro detalhe: algumas cenas icônicas da série, como o Inspetor lendo as famosas mensagens de autodestruição (que inclusive faziam parte dos créditos finais), ele usando a mão dele como um telefone celular e outras mais ficaram tão bem-feitas que foram reaproveitadas em outros episódios que o Araki não assinou. É foda ou quer mais?!

Untitled-1 qweqweqwe er345435 Untitled-122 INGA-still-07-x INGA-still-06-x INGA-still-20-x

Caceta… acho que já falei demais e este post já ficou enorme, né?! E olha que dava para falar mais coisas do homem.

Bom, então vamos agora seguir com algumas ilustras do nosso mestre para várias séries animadas onde ele emprestou seu talento!

001 02 03 09 04 05 06 07 08 011 col0363 col0196 col0329 col0330 c0197940_21235272 seiya88wz set0205 set0244 set0216 set0223 set0226 set0229 set0235