David Ligare – Greco-Américo

A palavra “contemporâneo” é muito confusa, pois uma coisa que era “contemporânea” na década de 60 do século XX não é mais na década de 10 do século XXI. Seja como for, mestre Ligare é considerado “contemporâneo”, apesar de muitas de suas telas terem a cara dos movimentos artísticos dos anos 70 ou coisa assim.

Ah, quem se importa? O cara manja muito! O estilo dele esbarra no clássico grego e tem um quê de hiperrealismo defasado, mas que ainda é muito bacana de se observar!

Só dar uma conferida nas telas do moço logo abaixo!

Shane Wolf – Pele em tela

É tão legal desenhar gente pelada! E o mais legal é quando você conhece pessoas que também curtem isto!

Mounsieur Wolf é dos meus! Ele curte pintar gente como veio ao mundo (e uns poucos com roupas) e tem um estilo de traço que lembra bem os grandes clássicos! Suas telas são muito bonitas e orgânicas!

Você pode conferir abaixo!

Mike Mayhew – Sempre mais Comics

Muitos quadrinistas tentam chegar próximo do realismo para fazer com que as histórias fantasiosas dos comics pareçam mais reais. Alguns exageram, outros fazem obras realmente bem dosadas. Mestre Mayhew pertence à coluna do meio.

Suas páginas são belíssimas e suas figuras humanas são realistas e heróicas aos mesmo tempo. E ele trampa com colorização digital e analógica com a mesma maestria. basta conferir suas pranchas logo abaixo!

9asf 9bbg 9cvvvs 9ggg 9ggg1 9ggg2 9gyguuy 9hjmghj 9jyttyy 9khnn 9qfeqe 9qrhjhj 9srtty 9wererw 9werwrty 9wtwr