Mara McAffe – Situações Ilustradas

A Era de Ouro das ilustrações não foi formada apenas por homens. Algumas mulheres geniais também despontaram nesta área e, uma delas, foi mestre McAffe.

Ela ilustrou capas de diversas revistas, além de seus miolos. Livros também receberam a sua arte (esta primeira da leva é uma ilustração de um livro da Agatha Christie, apresentando o detetive Hercule Poirot). A técnica dela era primorosa e muitos dos seus temas eram bem cômicos, indo de encontro à tendência de muitas revistas da época que faziam chamadas jocosas para vender mais.

Vocês podem dar um confere na arte da mestra logo abaixo!


Capas – 2000 AD II

Vamos ver novas capas desta revista maravilhosa que é a 2000 AD!

E além do link que passei na PRIMEIRA vez que fiz uma seleção das capas deste semanário (um blog que trás não apenas as capas, mas sketches e esquemas da produção delas), aqui está outro em que você pode conferir TODAS as capas já publicadas deste semanário. Só clicar AQUI!

Agora, bora conferir mais capas e esquemas logo abaixo! Alguns dos artistas selecionados são Carlos Ezquerra, Clint Langley, Cliff Robson, Garry Brown, Liam Sharp e vários outros!

 

Alice Zhang – Alice Quem…?

É interessante ver esta nova dinâmica que algumas empresas contratam artistas e ilustradores. Muitas vezes um fanartista especialmente fodeloso acaba chamando a atenção e ganha um trampo para fazer artes oficiais!

Senhorita Zhang curte muito séries britânicas, como Doctor Who, Sherlock e Harry Potter. Seu trampo fenomenal, inicialmente feito só para se divertir, fez os estúdios a chamarem para ilustrar revistas informativas e boxes especiais com a mídia física destas séries!

Confiram uma amostra do trampo dela abaixo e o restante AQUI!

Capas – Pep

Na Era de Ouro e de Prata dos Quadrinhos, álbuns semanais com vários títulos de quadrinhos diferentes se espalharam por todo o globo e começaram a ganhar muitos fãs.

A revista Pep foi uma revista de quadrinhos dos Países Baixos, publicada de 1962 à 1975. A maioria das suas publicações eram quadrinhos europeus (ado-ro!), embora também houvesse quadrinhos americanos e de outros lugares.

Uma característica legal era que o departamento editorial não apenas republicava as revistas, mas também tinha sua própria equipe de arte que produzia capas exclusivas destas obras para o país – ou então eles pegavam um quadro da obra original e davam uma repaginada estilosa.

Se você curte coisas vintage, vai curtir as imagens abaixo!