Gérard Trignac – Ponto para a Fuga

Antes de trabalhar com ilustração, Gérard Trignac queria ser arquiteto. Aí você olha para as ilustras dele e pensa: “Não brinca!”

Estes francês ama réguas e pontos de fuga e os defende (e usa) até a morte! Muitos de seus cenários mostram grandes estruturas vazias, e algumas um tanto quanto decadentes. Pode-se dizer que algumas delas seriam ambientações perfeitas para filmes de horror.

Você pode conferir um pouco da sua beleza (e esforço!) nas pranchas abaixo:

Eugène Delacroix – Enfants de la Patrie

Allons enfants de la Patriiiiiiiiie! Le jour de gloire est arrivééééééé!!!

Oba! Vamos conhecer mais um artista clássico aqui no blog, embora todo mundo já tenha visto pelo menos UM de seus quadros: “A Liberdade Guiando o Povo”, o grande símbolo da Revolução Francesa. Trata-se do mestre Delacroix!

000

O manolo, que OBVIAMENTE é francês, é considerado o mais importante representante do romantismo de seu país. Quem manja do movimento romântico sabe dizer o porquê. O pintor, que como poucos soube sublimar os sentimentos por meio da cor, escreveu: “…nem sempre a pintura precisa de um tema”. E isso seria de vital importância para a pintura das primeiras vanguardas.

Segundo ele, a coisa mais importante é que a pintura causasse sentimentos nas pessoas e certamente ele conseguiu arquivar este feito! Confira alguns de seus quadros logo abaixo!

001

002 003 004 005 006 007

008 009

010

Tierno Beauregard – Grandioso

Vamos conferir o trampo no mestre Beauregard! Parisiense doidão que trabalha com concept art e faz uns trampos muito maneiros!

No seu portfolio, vemos que ele já participou de diversos projetos, entre eles o game The Last of Us. Porém alguns dos seus trampos mais legais são aqueles que ele faz despretensiosamente (é sempre assim, né?) como uma ilustração foda de um cubo… sim, um cubo, simples assim, mas ficou foda!

Confira a galeria dele AQUI! E uma amostra do trampo do maluco abaixo!

t0 t1 t2 t3 t4 t5 t6 t7 t8 t9 t10 t11 t12 t13 t14 t15

Levalet – Spray na cabeça, ideia na mão

Faz muito, muito tempo que não publico nada sobre arte urbana aqui no blog, pois confesso que não é muito a minha praia. Mas quando eu me deparo com alguém que manja muito do spray… putz, eu tenho que divulgar!

Charles Leval, mais conhecido como Levalet, é um francês que adora fazer uns pixo por aí. E como o cara até que faz uns desenhos bonitos, decidiram não prender ele ainda.

Vocês verão pela arte dele que o cara é meio discípulo do mestre Banksy, misturando elementos das paredes como rachaduras e imperfeições e até mesmo os locais estratégicos onde estão estas paredes para compor suas obras, muitas delas com conteúdo irônico e sensibilizante.

Podem ver abaixo uma amostra dos pixo do cara!

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15

Jean-Baptiste Monge – Pirilampos

Gnomos, fadas e duendes são figurinhas tarimbadas do folclore europeu. Nunca ninguém vai deixar de desenhá-las seja em livros infantis ou obras de RPG.

Mestre Monge é um deles, mais um destes ilustradores especializados num tipo de obra – não que ele não saiba desenhar outras coisas! Como vocês verão abaixo, o manolo manja dos gnomo! Seu estilo tem um pé na arte da Golden Age misturada com técnicas modernas. Fixe!

Apreciem sua arte abaixo!

aaa aab aac aae aaf aag aah aai aaj aak aal aam aan aao

William-Adolphe Bouguereau – Me solta, miga!

Ah! A fama tardia às vezes vem de forma tão inusitada…

Mestre Bouguereau, prodígio dos pincéis no século XIX, tendo se tornado um dos professores de artes mais famosos da França em sua época, acabou ficando conhecidérrimo no Brasil graças a um meme da internet ano passado que fez uma montagem com uma das suas mais famosas pinturas:

ooo

O meme:

solta

Lembrou? Pois é…

Mas apesar da imagem ter ficado muito conhecida, a maioria das pessoas que viu o meme não se interessou em pesquisar mais. Eu pesquisei e descobri que o autor tinha outras artes maravilindas no seu portifas. Vendo as imagens abaixo, vão perceber que ele tinha um domínio de pintar a suavidade da pele humana como poucos dos seus contemporâneos, além de fazer belas representações das lendas gregas antigas, retratos bucólicos e até um Jesus com cara de doido de dorgas (não parece que tá sofrendo muito não…).

Confira mais alguns de seus belos quadros abaixo:

ooo1 ooo2 ooo3 ooo4 ooo5 ooo6 ooo7 ooo8 ooo9 ooo10 ooo11 ooo12

ooo13

Emmanuel Lepage – Belles Aquarelles

Mais um grande artista franco que merece mais amor nestas terras tupinikis!

Desenhador de quadrinhos, ele faz parte do seleto grupo que ainda utiliza a arte analógica, inclusive para pintar. Como vocês podem conferir abaixo, sua técnica é lindissima!

Publicou muitos álbuns, inclusive um que tem o Brasil como tema central, mas infelizmente é uma daquelas obras que dificilmente veremos por aqui. Fica então o registro do seu trabalho abaixo:

case inédite muchacho t2 p8 1000 Désolation-1 Désolation-2 kerguelen_archipel lepage_pl lepage-hommage-a-tintin-2nfl lepage-MConception muchacho01pl20081102_35430 934_001 92686523_o 9782912804044_pg