Fukuda Hiroshi – Samurai Psicodélico

Um traço estiloso e diferente no meio quadrinístico não se vê todos os dias. Mas quando eles aparecem, muitos deles são de encher os olhos!

Mestre Hiroshi é criador do mangá Mushibugyō e sua continuação, Jōjū Senjin!! Ele possui um traço super dinâmico, soltão e sabe usar as cores de uma forma bem psicodélica! Você pode conferir facinho o que eu digo dando um confere nas pranchas do cara logo abaixo!

Hirohiko Araki – Do you even POSE?!?

Poucos artistas aqui no blog receberam a tag “poses estilosas” com tanto merecimento como mestre Araki!

Este japa é conhecido por ser o autor de Jojo’s Bizarre Adventures, um dos mangas mais longos da história! Sua publicação começou em 1987 e continua sendo publicado até hoje! Dividido em várias sagas, uma mais maluqete que a outra, este é um dos mangas mais famosos da atualidade no Japão – e ganhou o mundo nos últimos cinco anos com a sua adaptação para anime!

Por ser tão longo é natural que houve uma evolução fenomenal no traço do Araki! Ele foi disto:

… para ISTO!

Mas vamos concordar: Mesmo quando a arte dele ainda era meio desajeitada, ainda era muito foda de apreciar pelas super poses em que ele fazia seus personagens! Como nestas três logo abaixo!

E agora vamos apreciar, abaixo, as artes mais recentes – e algumas poucas antigas – do mestrão das poses foderosas!

Vamos lá!

JOJOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!

Pedro Campos – Promoção da Gôndola

O segredo dos pintores hiperrealistas é pegar um tema aleatório e desenhar até a mão cair. Simples mesmo!

Mestre Campos (cujo nome super comum tornou difícil achar informações sobre ele no google…) é deses. E o tema/tara dele sãos os objetos que a gente trás do supermercado. Isso me faz questionar se o tesão dele são os objetos em si ou se são os saquinhos de supermercado…

Bora conferir o trampo dele abaixo!

Hiroaki Samura – Pesado…

O Japão é um dos países mais pacíficos do mundo. Embora, de vez em quando, ocorra umas merdas, ainda assim é muito seguro de se viver. Crimes de todas as espécies, sobretudo sexuais, são bastante raros por lá. das duas, uma: ou são as mulheres (e homens) que denunciam pouco os assédios sofridos, ou a japonesada gasta todas as suas perversões em mangas com temas como pedofilia, estupros e abusos.

Existe um grande mercado de artes pervertidas no Japão do qual até mesmo alguns nomes famosos se destacam. Um deles é Hiroaki Samura, autor de Blade of the Immortal, o cara é conhecido por fazer umas artes BEM pesadas nas horas de folga.

E o pior é muitas delas são lindas.

Da mesma forma que as pessoas têm uma curiosidade mórbida em espiar um cadáver estirado na rua, muitos também curtem olhar para estas imagens perturbadoras, embora não concordem com NADA o que elas representam (talvez em forma de denúncia?).

Mas este é o papel da arte, não é? Nos provocar emoções controversas, como na arte hiper realista e perversa de crianças feridas de Gottfried Helnwein. Agora, apreciem abaixo as pranchas (as mais leves!) de Samura:

Danusko Campos – O Rugido do Leão

Existem muitos quadrinhos brasileiros que são fantásticos, mas poucos conhecem. Um que eu gostaria de recomendar á todos é a série Leão Negro, de Cynthia Carvalho – uma brutal e melancólica aventura de fantasia medieval com felinos em forma humana.

Foi graças à esta magnífica série que eu conheci o trampo igualmente magnífico de Danusko Campos. O cara tem um traço muito bonito e consegue fazer composições de páginas como poucos!

Abaixo você pode conferir as páginas deste mestre, não apenas da série Leão Negro, mas também de outros trampos do maluco.

Travis Charest – Traço Paciente

Antes do ano acabar, o mestre Charest merece uma revisitada!

Vamos ver algumas destas pranchas fodelosíssimas do cara, entre elas algumas páginas da edição de Metabarões que ele nunca concluiu… pena! mas a arte dele está aí para ser conferida! E você pode conferir mais delas no site do cara bem AQUI!