Ziraldo – Ilustrador Maluquinho

São poucos no Brasil que jamais ouviram falar no nome de Ziraldo. Ou mesmo de seu personagem mais icônico: o Menino Maluquinho. Mas o que muita gente não sabe é que este ilustrador brasileiro não apenas criou excelentes personagens para os quadrinhos infantis (incluindo também a Turma do Pererê) como também trabalhou para diversas mídias impressas nas suas longas décadas de carreira.

Ziraldo trabalhou desenhando posters de filmes, capas de livros, ilustrações publicitárias e editoriais. Ficou famoso com suas charges no mítico jornal O Pasquim, onde na companhia de vários outros artistas desafiava a censura da ditadura militar.

A carreira deste cara é vasta! E o que vamos apresentar aqui neste posta é apenas uma pequeeeeena pincelada em alguns de seus trabalhos! Confira!

Robert Fawcett – Olho Vivo

A arte pictórica geralmente exige que você tenha um bom olho e muito treino de observação.

Curiosamente, um dos ilustradores ingleses mais prolixos da metade do século passado possuía um problema que, certamente, desmotivaria a maioria dos pretensos pintores: ele era daltônico.

Porém, fazendo bom uso da sua própria deficiência, ele conseguia criar paletas bem tonalizadas, muitas vezes utilizando não mais que duas ou três cores misturadas. Sem falar que seu traço tinha muita energia para cenas de ação e movimento, como você poderá conferir logo abaixo!

Craig Kosak – Pássaros e Pantone

Existem muitos artistas que curtem desenhar um único tema e mesclá-los com um estilo pessoal todo bacanudo. O senhor Kosak, no caso, curte desenhar uns corvo e cachorro e pintar telas que parecem ilustrações modernosas.

Pequenos detalhes, como a “paleta” de cores que aparece numa tarja nas extremidades da tela, dão um toque todo especial e modernoso, embora ele utilize técnicas bem tradicionais.

Observem algumas das belas telas do homem abaixo!

ck12

Carne Griffiths – Chá Colorido

Hoje vamos conhecer a obra do Sr “Carne” que adora pintar com chá.

Sim, este inglês maluco pinta com chá. Oh, faz muito sentido! Ele tá lá de boa, bebericando seu mate, desenhando… aí cai chá na folha e ele pensa: “Este papel especial 100% algodão de gramatura 300 custou uma nota! Nem fodendo eu vou desperdiçá-lo!” e aí finaliza a arte com chá mesmo.

Vamos conferir um pouco das suas ilustrações, adoçada com estévia, logo abaixo!

EPSON scanner image

Jussara Nunes – ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Hoje é o Dia do Caô!

O dia da pegadinha!

Por isto, ao invés de eu trazer para vocês uma(o) mestre foda e renomada(o) das ilustras, vocês vão conhecer o trabalho… meu!

Reuni aqui o melhor de mim! Minhas melhores ilustras! Espero que gostem! E não se esqueçam de conferir meu portifas AQUI e o meu Tumblr AQUI!

Este aqui é uma página de uma história que eu fiz ano passado para o Silent Manga Awards 7!

Você pode conferir a história, sem balões, AQUI!

AH, SIM!!! E com esta última ilustra, não deixem de conferir a minha hq no TAPAS: Hagakiri! – não esqueça de dar uma olhadinha no meu trabalho AQUI!!!

John Bolton – Vertigem em Quadrinhos

Conheci John Bolton pela primeira vez na minha pré-adolescência, época em que eu estava cansada de ler gibizinhos da turma da Mônica e as historinhas água com açúcar de Batman e X-men e queria algo mais pesado… foi quando eu descobri o selo Vertigo e fui apresentada a uma das minhas primeiras histórias para “adultos”: os Livros da Magia.

Lembro de ter ficado impressionada, na época, com a arte poderosa daquele meu primeiro autor “adulto”: John Bolton, que ilustrou a primeira edição. Aquilo me marcou pra caralho e eu só queria ler obras que tivessem aquele nível de desenho – motivo pelo qual demorei muito para ler Sandman quando vi o traço… preconceito, claro! Pois a história é fodona.

Confira abaixo algumas das pranchas deste grande ilustrador!