J C Leyendecker – Gostosos!

Natal passou e merece agora um combo 2 do senhor Leyendecker! E uma informação histórica interessante que eu não sabia: ele foi um dos primeiros ilustradores a colocar um tom sutilmente “gay” em suas ilustrações!

Curiosamente, foi ISTO que fez com que os anúncios e capas de revista que ele fazia venderem muito mais! Freud explica!

Hy Hintermeister – Dias Felizes

Sempre há espaço neste blog para aqueles grandes artistas que retratam a vida idealizada e feliz que nós tanto queremos! Não se trata de “negar a realidade”, mas de enxergar e ser grato pelas pequenas coisas boas da vida, que podem ser muito grandes dependendo do modo como você olha! Decerto, aqueles que vêem a vida só como um mar cinza são os que realmente estão negando a realidade!

Vamos ver mais alguns belos quadros da dupla John Henry e Henry Hintermeister!

William Hogarth – O Hipster dos Quadrinhos

Existem muitos artistas que, embora suas técnicas não fossem exatamente incríveis, eles se destacaram por estarem na vanguarda de movimentos artísticos e ideias revolucionárias. Mestre Hogarth aqui ficou conhecido por ser considerado, ainda no século XVII, o percursor dos quadrinhos!

Muitas das sua gravuras – e alguns de seus quadros – mostravam “antes e depois” de diversas situações cotidianas. Embora elas fossem carregadas da moralidade da época, eram realmente bem interessantes do ponto de vista artístico. Muitas delas tinham texto explicativo e em alguns até proto-balões de fala, na forma de pergaminhos saindo da boca dos personagens… era realmente um proto-quadrinhos!

Sem falar que seus quadros também eram revolucionários pelas suas honestas retratações do cotidiano. Ele também foi um dos primeiros a pintar retratos da “classe operária”, a qual este tipo de privilégio era negado pela falta de recursos.

Você pode conferir abaixo alguns de seus quadros e gravuras!

Juarez Ricci – Estilão Bonitão

Apesar do nome meio espanholado, Juarez é brazuca! E um excelente ilustrador!

O traço dele é meio cartoon, meio realista. Quase no estilo das caricaturas (que ele também faz!). Seu desenho é bem soltão e as cores que ele manda são muito fodas! Apesar de serem feitas no esquema Ctrl +Z, elas imitam o estilo orgânico do pincel tradicional!

Vocês podem conferir algumas pranchas do cara logo abaixo:

Juanjo Guarnido – A Volta do Gato Preto

Já faz muito tempo que eu tô devendo um repeteco de mestre Guarnido. E esta época é boa, pois a sua famosa série Blacksad está sendo REPUBLICADA aqui no Brasil!

Sim, a editora Sesi-sp resolveu pegar a franquia e republicar os dois primeiros albuns e, se tudo der certo, publicar os inéditos! Maravilha! O primeiro, BLACKSAD: 1 – ALGUM LUGAR EM MEIO ÀS SOMBRAS, já está disponível! Vão atrás!

E enquanto vocês vão separando a graninha para comprar os álbuns, confira uma amostra nova das artes do cara abaixo!